viver no centro / by Rita Pinheiro

Houve um tempo em que pensávamos que viver no campo é que era. Eu andava entusiasticamente a ler livros sobre agricultura biológica e a sonhar com uma horta e grandes canteiros de flores. Depois fomos viver para o Alentejo mas não foi possível concretizar o sonho de viver no meio do campo, no entanto, essa experiência fez-nos perceber, entre outras coisas, que embora não queiramos viver numa grande cidade, somos muito mais urbanos do que julgávamos, nos gostos, nos costumes, na maneira de agir. Continuo a adorar o campo mas pelo menos para já não é para viver Em Tomar, agora, finalmente, vivemos no centro da cidade e faz toda a diferença. O carro fica parado dias e dias sem sair do lugar, tudo se faz mais rápido e a pé. E quando a Luísa está com a birra, chateada com a difícil vida de bebé, vamos espairecer até ao parque do mouchão ver as árvores

(translater)