De regresso / by Rita Pinheiro

É estranho como de um ano para o outro as coisas se modificam. Marvão vale a pena a visita, é uma vila linda, numa zona do país com uma paisagem deslumbrante; pela diversidade e pelo colorido que adquire nesta época do ano. A festa - Este ano foi, e provavelmente vai continuar a ser, essencialmente regional. Uma mostra das actividades económicas dos concelhos de Marvão e Castelo de Vide. Quem lá foi este ano pôde encontrar: Castanhas assadas e produtos feitos a partir da castanha (doçaria), água-pé, e a ovelha de Marvão. Esta última, é uma espécie pelos vistos autóctone, que me era totalmente desconhecida. De tamanho variável (aproximadamente entre os 8 cm e os 40 cm de comprimento), pêlo sintético e faz mmmmmméééé quando se lhe aperta a barriga. É fabricada na china e muitíssimo apreciada pelos espanhóis (um fenómeno de vendas)... Quem vai à feira de Marvão? Excursões de espanhóis, e excursões de pessoas das redondezas. É uma pena, mas não acredito que com esta diversidade e qualidade de oferta, Marvão consiga levar a si nesta altura festiva, outras pessoas; nem mesmo vindo a ser Património Mundial