A festa / by Rita Pinheiro

A sexta-feira, dia da abertura das ruas ornamentadas, foi para mim, como já esperava, o ponto alto das festas - Não há fotografia que consiga descrever o ambiente que se vivia nas ruas.

Como não sou uma pessoa religiosa, nesta festa agrada-me acima de tudo a sua origem ancestral; o espírito de entreajuda, companheirismo e empenho, de tantas e tantas pessoas que valorizam e acarinham a sua cidade. É grandioso e emocionante!